Reportagens

Jazigo particular pode superar R$ 11 mil

Cemitério vertical do Memorial Laluce fica ao lado do tradicional Saudades, que está saturado

Com a extinção da concessão de túmulos nos cemitérios públicos por causa da falta de espaços, quem deseja obter um jazigo familiar pode desembolsar mais de R$ 11 mil em um cemitério particular de Araçatuba.

No cemitério-parque Jardim da Luz, fundado em 1996, no jardim Aeroporto, o jazigo nobre, composto por seis gavetas de concreto (quantidade máxima no local), custa R$ 11.430 mil. O individual, com uma gaveta, R$ 1,7 mil.

Assim como nos cemitérios públicos, uma gaveta pode comportar um caixão e restos mortais em urna ou sacola para ossos, desde que respeitado o período de três anos para abertura do túmulo.

Gaveta individual custa R$ 3,5 mil no Memorial Laluce, com taxa de sepultamento de R$ 300

VERTICAL
No Memorial Laluce, onde há um cemitério vertical, a comercialização da gaveta individual custa R$ 3,5 mil, com taxa de sepultamento de R$ 300.

Já quem possuir a gaveta, mas quiser transferir os restos mortais para outro local, disponibilizando o depósito para outro ente querido, também após três anos, pode adquirir um ossário separado, também individual, avaliado em R$ 1,2 mil cada. Neste caso, é cobrada apenas a taxa de exumação (R$ 200).

"O cemitério vertical é uma tendência, principalmente, pela falta de espaço e a questão ambiental", conta o diretor da funerária Laluce, João Laluce Neto.

Cemitério vertical é tendência, principalmente, pela falta de espaço e a questão ambiental, diz Laluce Neto

Texto: Amanda Lino
Fotos: Alexandre Souza - 25/08/2015
Edição: Sérgio Teixeira

A morte sem tabus Designed by Templateism | MyBloggerLab Copyright © 2014

Tecnologia do Blogger.